Publicidade

Banner 725x90 Telefonia

quinta-feira, 11 de agosto de 2016

Confira uma Tradução Profissional da Carta em Latim Supostamente Deixada pela Adolescente Larissa Alves


Por Marco Faustino

Nosso blog, assim como nosso canal no Youtube,  foram uns dos primeiros veículos com abrangência nacional e internacional (uma vez que recebemos muitos acessos de usuários de Portugal, do Japão, entre outros países) a divulgar o caso envolvendo o suposto suicídio da adolescente Larissa Alves, em janeiro desse ano, na cidade de São Carlos, no interior do Estado de São Paulo. Na última segunda-feira (8), nós recapitulamos para vocês sobre tudo que havia sido noticiado na ocasião, e divulgamos como estava o andamento da investigações sobre o caso. Conversamos também com o jornalista Pedro Maciel, um competente profissional de São Carlos, que continua acompanhando de perto, e inclusive mantendo contato com os familiares de Larissa, que até hoje buscam respostas sobre o que realmente teria acontecido com a jovem. Tanto o pai, Luciano Alves, quanto a mãe, Diana Alves, vem publicando nas redes sociais, principalmente no Facebook, que não acreditam que a filha teria cometido suicídio, visto que ela estava bem, feliz, e havia se despedido para ir trabalhar normalmente naquele dia. Para ambos, tudo aquilo teria sido uma espécie de "cenário" montado para encobrir um eventual "homicídio". As investigações, é claro, dependem dos autoridades competentes, mas a morosidade e alegada falta de recursos por parte do poder público, só aumentam a dor dos familiares.

Ficamos muito sensibilizados com toda essa história desde o começo, e prometemos que ajudaríamos a fazer com que esse caso não fosse esquecido até que o mesmo fosse solucionado. Sinceramente, nunca abandonamos um caso, por mais grave e complexo que seja. Acima de tudo, é importante dizer que temos uma credibilidade singular. Apesar de usarmos a palavra "assombrado", desempenhamos um trabalho que visa realizar pesquisas sérias e de qualidade para cada um de vocês que estão lendo esse texto nesse exato momento. Portanto, nossa égide chama-se credibilidade. Assim sendo, fomos atrás de respostas para tentar entender um dos mais intrigantes mistérios relacionados a esse caso: o conteúdo da carta em latim, supostamente deixada por Larissa Alves.

Tínhamos uma informação anterior, de um usuário que comentou em um vídeo publicado sobre esse assunto em nosso canal, que a carta estaria em "latim eclesiástico avançado"porém a história pode não ser bem assim. Durante o último fim de semana, assim como no decorrer dessa semana, tentamos entrar em contato com diversos profissionais para que pudessem nos esclarecer um pouco mais sobre esse carta, evitando, portanto, que mais especulações fossem difundidas sobre a mesma. Conseguir essas explicações não é algo tão simples quanto parece, ainda mais considerando um caso tão sensível e complexo. Precisávamos de alguém que realmente tivessse um bom conhecimento de latim, credenciais sólidas para mostrar que tinha condições e competência para realizar a tradução da carta. E sim, conseguimos. Vamos saber mais sobre esse assunto?


Um Pouco Sobre Márcio Carvalho da Silva, Bacharel em Teologia pelo Instituto Teológico Arquidiocesano Santo Antônio de Juiz de Fora, Minas Gerais


A carta supostamente deixada por Larissa Alves foi traduzida por Márcio Carvalho da Silva, bacharel em Teologia pelo Instituto Teológico Arquidiocesano Santo Antônio de Juiz de Fora (CES-JF), especialista em Educação, Comunicação e Tecnologias em Interfaces Digitais. Ele reside na cidade de Juiz de Fora, no estado de Minas Gerais, onde trabalhou com a Pastoral da Comunicação, Administração Paroquial e na realização de cursos.

Márcio Carvalho da Silva, bacharel em Teologia pelo Instituto Teológico Arquidiocesano Santo Antônio de Juiz de Fora (CES-JF), especialista em Educação, Comunicação e Tecnologias em Interfaces Digitais
Ele também é coordenador de um projeto de "Formação Católica Online" (www.cursoscatolicos.com.br), um ambiente de formação à distância, iniciado em 2011, através da percepção da forte demanda de sólida formação teológica entre os cristãos, principalmente entre os catequistas e agentes de pastoral em geral na Igreja. Foram percebidas as dificuldades para se obter tal formação, devido a falta de pessoal qualificado e as limitações de tempo e espaço, sobretudo no contexto urbano atual. A adoção de um sistema de aprendizagem à distância minimizava o problema de tempo e espaço, e atingia uma maior parcela do público-alvo, com especial atenção aos jovens e adultos iniciados no mundo digital.

Em janeiro de 2012, a "Congregação dos Filhos do Amor Misericordioso" passou a apoiar o projeto, sendo programada a primeira turma para fevereiro daquele ano. Posteriormente, eles conseguiram mais apoio eclesiástico de diversas partes. Márcio Carvalho ministra os cursos de Iniciação TeológicaPassos para uma Reforma Litúrgica LocalCatecismo da Igreja Católica em ExameCurso de Doutrina Social da Igreja, sendo que ele é tutor do Curso de Latim. Além disso, ele é editor das publicações da Martyria Cursos e Editora.

A Tradução da Carta Supostamente Deixada Por Larissa Alves


Ao entrarmos em contato com Márcio Carvalho, nós também fizemos uma série de questionamentos sobre essa mesma carta. As respostas, no entanto, podem surpreender muitos de vocês que estão acompanhando esse caso desde o começo. Vamos começar, no entanto, pela tradução dessa carta:

Carta em latim supostamente deixada por Larissa Alves
"Misi et paruit.
Envio e apareça/obedeça.

Conata dimicare, fortior sum.
Inclinada/na tentativa/tentada a lutar/arriscar, sou mais forte.

Dum haec apud animum sussurava exclamauit.
Enquanto esta exclama (?) junto da alma.

Non interrogabant ad hunc modum.
Não interrogavam a este o modo.

Profectus inde, quod imperio.
Iniciado daquele lugar, como mando.

Et noluistis audire vocem meam aliquando fuit, ut super eam.
E não querias ouvir a minha voz outrora foi/existia, como sobre ela.

Posui quaestiones illa vivente.
Coloco perguntas a ela que vive.

Sola mente turbata sum haesisse in iis quaestionibus quae maxime amatur.
Pela mente sozinha confusa sou aderir/fixar neles questões as quais são amadas ao máximo.

A anno vidit somnium habeat cognationem eius dimiserunt.
Pelo ano vi sonho tem parentes dele/dela desistiu/perdeu/abandonou.

Cum igitur praesens vita.
Desde então presente vida.

Praecepi et innocens calamitate illa potuit hanc necessitatem vitare, quod princeps familiae quae oboedierunt evangelio.
Percebi e inocente pela perda/desastre ela pode a esta necessidade seja evitada, qual o chefe da família que obedeceram o evangelho.

Sed iuxta morem universae terrae ne quidquam facere gratis debitum ei combrar enavigare adiectis paucis diebus venit.
Mas junto ao costume/moral da terra inteira não ninguém foi feita gratuitamente o devido a ele (?) atravessar forçado os poucos dias vem.

Cum autem electio facta sibi ab eodem me acceperis vestraeque familiae fecerant.
Contudo escolho que seja feita para si por mim mesmo aceites vós e família fizéreis.

Hoc munus puella nata videre et audire et sentire feliciter nobis lassata est mens infirma animus pertubatus caelo albente non sustinens passionem pro nobis.
Este serviço a garota nascida ver, ouvir e sentir felizmente a nós está exausta mente fraca alma pertubado para o céu brilhante sustenta o sofrimento por nós.

Facilius autem producturus eum nobis cum ultra percutiam purgaret.
Mais fácil contudo siga em frente ele por nós com para além ferirei purificava.

Ultimum fecit cor unum dilecta relinquerem explicat, ac nuntium.
Por último fez o coração uno amada deixava explica, e anuncio.

GAAP

AMO VOCEIS"

Observação Final: De acordo com Márcio Carvalho, certamente há erros em sua tradução, sobretudo em tempos verbais, devido à confusão do texto, que também pode ter confundido ele próprio.Portanto, o que temos acima é a tradução mais aproximada do material que teria sido encontrado próximo ao corpo de Larissa Alves.

Fizemos Algumas Perguntas Para o Márcio Carvalho Sobre a Carta em Latim Supostamente Deixada por Larissa Alves


Confira abaixo algumas perguntas que fizemos ao Márcio Carvalho:

1) Qual seria a tradução correta (ou mais aproximada) da carta?

R: A carta é certamente em latim, mas muito mal escrita. Quem o fez talvez tenha um conhecimento muito rudimentar do latim, a ponto apenas de manusear um dicionário ou ferramenta online, ou nenhum. Segue a tradução mais ou menos literal, salvo erros meus. Qualquer texto latino, seja clássico, medieval, eclesiástico ou moderno é bem mais fácil de traduzir. Note-se que há erros de sintaxe, concordância e grafia. A ordem das palavras também não é usual em latim. Parece uma carta previamente escrita em português cujo texto foi tentado uma versão para o latim.

2) Após quanto tempo de estudo de latim uma pessoa conseguiria escrever algo assim? Seria necessário o investimento em livros de estudo (custo alto)?

R: Pouquíssimo estudo.

3) É possível escrever isso usando alguma espécie de tradutor ou dicionário?

R: Certamente, embora eu tenha experimentado algo no Google Translator e o resultado não é nem um pouco parecidoNão sei como foi feito, talvez palavra por palavra.

4) As expressões "Amo Voceis" e "Gaap" possuem algum significado no latim ou poderiam ser "a abreviação de alguma coisa" no latim?

R: Nenhum significado. Se fosse "Amo voces" poderia ser "Amo as vozes"

5) A carta teria alguma conotação religiosa ou algum sentido lógico?

R: Nenhum, nenhum. Pareceu-me, olhando a tentativa de tradução que fiz, uma carta de angústia, de sofrimento.

Agradecimentos Finais


Gostaríamos de agradecer a disponibilidade, tempo e empenho do Márcio Carvalho, professor de Teologia e tutor do Curso de Latim do projeto de "Formação Católica Online" (www.cursoscatolicos.com.br), em nos auxiliar a respeito dessa estranha carta escrita em Latim. Ao conversar com ele na tarde de ontem, sabíamos que estaria muito ocupado no dia de hoje, mas ainda assim ele nos concedeu esse material. Aliás, recebemos autorização do mesmo para utilizá-lo tanto em nosso blog, quanto em nosso canal no Youtube. É importante ressaltar isso, porque até hoje não tivemos conhecimento de ninguém que tenha vindo a público disposto a ajudar efetivamente no esclarecimento desse caso. Evidentemente, que isso pode ter acontecido em algum momento, porém não foi adequadamente divulgado ou noticiado.

Esperamos que isso também estimule outros profissionais, principalmente do poder público, a tentar se esforçar um pouco mais, gastarem nem que seja 1h a mais do dia, mas que não desistam de procurar pela verdade. Se nós conseguimos esse contato através da nossa competência, dedicação e compromisso com nossos seguidores, acreditamos que é plenamente possível que a justiça também possa ser feita nesse caso. Larissa descansa em paz, e infelizmente não voltará a estar entre nós, porém o que precisamos agora é que seus familiares também possam ter um pouco de paz em seus corações.

Criação/Adaptação: Marco Faustino

Fontes:
http://www.assombrado.com.br/2016/08/o-caso-larissa-alves-como-estao-as.html
http://www.assombrado.com.br/2016/01/jovem-encontrada-morta-deixa-carta.html 
https://www.youtube.com/watch?v=woFrrox8vg8
http://www.cursoscatolicos.com.br/p/quem-somos.html
http://www.cursoscatolicos.com.br/2013/06/curso-de-latim.html

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...